Quanto custa desenvolver um aplicativo como o ClubHouse

A ascensão do aplicativo Сlubhouse à popularidade demonstra que ainda existem oportunidades no aparentemente superlotado mundo de aplicativos de redes sociais.

O que é o ClubHouse?

É um aplicativo de rede social que se baseia em conversas por áudio e se popularizou depois que pessoas famosas e influenciadores digitais começaram a utilizar. Ele se baseia por meio de salas de conversa com temas pré-estabelecidos, onde os participantes só podem conversar somente por áudio.

Existe também a possibilidade de criar salas para conversas com seus amigos de forma livre.

Em grandes salas (com mais de 5 mil participantes até o momento), um moderador controla o desenrrolar permitindo a interação ou não. É como se você estivesse em um auditório e quando quiser falar algo, precisa levantar a mão.

Por ser uma conversa corrida, não há fotos nem vídeos ou mesmo a possibilidade de reproduzir audios antigos como nos aplicativos de troca de mensagens.

Qual o motivo de tanto frenezi sobre o aplicativo?

O ClubHouse foi lançado por volta de março de 2020 e em maio do mesmo ano já hávia mais de 1,500 usuários tendo um valor de capital de 100 milhões de dólares

Ele pertece a empreendedores do vale do silício e hoje, tem seu valor de mercado em mais de 1 bilhão de dólares e conta com uma base de 2,5 milhões de usuários ativos, sendo considerada uma startup unicórnio como o Airbnb ou a Uber.

A procura pelos usuários se dá pelo envolvimento e uso ativo do aplicativo por grandes empresários que estão sempre nas redes sociais como o Elon Musk e outros famosos.

Há também a questão da platafoma. hoje ClubHouse o somente funciona em um sistema operacional de celulares e além, para se ter acesso, é somente com convites, aumentando ainda mais a questão de querer fazer parte de algo seleto.

Funcionalidades e caracteristicas do ClubHouse

Quando um usuário baixa o app e inicia o uso, esta ação é chamada de onboarding, e durante isso, o aplicativo somente pede para ele preencher o nome e uma foto de perfil. Assim que feito, já está livre para entrar em qualquer sala.

Perfis de usuário – É bem suscinto o perfil do usuário, somente nome, foto e uma breve descrição (caso ache necessidade). Quando você está em uma sala, você consegue ver em quais clubs um usuário está. É similar ao Twitter quando você consegue ver quem o perfil segue e seguir também. Dentro de um club você também consegue saber quem são os participantes e quando foram convidados.

Feed – Quando você o seu feed, você irá ver várias discussões que são chamadas de salas. Em casa sala você consegue ver quer está participando dela.

Clubs – São similares aos grupos do Facebook. Você consegue entrar em um club e encontrar outras pessoas com o mesmo interesse e adicionar membros ou sugerir tópicos. Geralmente os clubs são marcas ou empresas como Audi, CNN.

Salas – Uma sala é similar a uma conferencia no Twitch ou o Zoom, com apenas algumas pessoas falando e as demais apenas como espectadoras. Você pode visualizar e entrar em salas existentes ou criar a sua própria. Em uma sala, você pode levantar a mão para interromper o quem está falando ou pedir para falar. Assim como um telefonema, uma vez que a conversa termina, a sala é fechada. Ao contrário do Twitch – onde os vídeos transmitidos ao vivo permanecem na plataforma, os chats de áudio ao vivo trocados nas salas desaparecem.

Busca – A busca permite você encontrar tópicos ou pessoas que você deseja seguir.

Upcoming – Nesta seção, você pode visualizar e entrar nas próximas discussões. Parece uma programação de eventos, com nomes de conversas, horários de início, palestrantes e descrições curtas de tópicos. Ao clicar no ícone de sino mostra quando a conversa começará.

Como o Clubhouse ganha dinheiro?

O aplicativo ainda não gera receita própria, está sendo previsto uma maneira de monetização que vai além de publicidade no aplicativo, como assinaturas ou ingressos pagos para conversas.

Como desenvolver e quanto custa um aplicativo similar ao ClubHouse?

Como sempre sugerimos, parta de um MVP (Minimum Viable Product ou Menor Produto Viável), para aos poucos melhorar através de feedbacks crescer o aplicativos de funcionalidades e também para delimitar o seu publico alvo.

Quando se inicia um app assim desejando ter várias funcionalidades, as vezes não está claro de como vai ser a recepção das pessoas ou mesmo, é dedicado muito esforço para uma ou outra funcionalidade que talvez não tenha a atração desejada.

Desenvolver uma aplicação que tenha multiplos usuários com a possibilidade de fazer transmissão online (conversas de audio), não é muito dificil, porém requerem várias horas de profissionais.

Elaboramos um levantamento de horas de desenvolvimento do aplicativo e do que se conhece da plataforma:

Desenvolvimento para iOS – Cerca de 450 horas
Desenvolvimento para Android – Cerca de 400 horas
Design e UX – Cerca de 120 horas
Testes – Cerca de 120 horas
Total de 1090 horas de desenvolvimento, envolvendo profissionais de UI/UX, programadores Android, programadores iOS, arquitetos de plataforma nuvem, especilistas em testes, gerentes de projeto,

É claro, esta é uma estimativa superficial. O projeto final depende da escala e especificações do projeto.

Como cada projeto é único, nós esperamos ter clareado as dúvidas sobre este aplicativo e também, ter dado uma ideia de quanto custa o desenvolvimento.

Ficamos honrados em receber o seu projeto para ser desenvolvido em nossa empresa, entre em contato com [email protected] para iniciarmos uma proposta.

AboutXamã Sistemas